Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Palavra de Deus’ Category

Tiago, irmão do Senhor, nos ensina a cantar louvores a Deus quando estamos alegres (Tg 5.13), e Davi, quando passou por um intenso sofrimento, assumiu o compromisso de bendizer a Deus em todo o tempo e de ter o seu louvor sempre nos seus lábios (Sl 34.1). O louvor é uma expressão de alegria, mas também pode coexistir com a dor e até mesmo ser temperado com as lágrimas. Jó disse que Deus inspira canções de louvor até mesmo nas noites escuras. O rei Josafá, quando estava encurralado por inimigos confederados, sentiu medo, pois não tinha força nem estratégia para enfrentar aquela grande multidão que vinha contra ele. Então, buscou ao Senhor e, Deus lhe ordenou a formar um coral, para marchar à frente do exército. Tendo o coral começado a cantar louvores a Deus, o Senhor pôs emboscada contra os inimigos, e eles foram desbaratados (2Cr 20.22). Lucas relata a experiência de Paulo e Silas em Filipos. Vamos examinar o texto de Atos 16.19-34 e aprender três lições sobre o louvor ultra-circunstancial.

Em primeiro lugar, o louvor pode ser antecedido por circunstâncias adversas (At 16.19-24). Paulo e Silas tinham acabado de ser presos em Filipos. Era uma prisão injusta e também ilegal. Injusta porque estavam fazendo o bem e não o mal, e ilegal porque eram cidadãos romanos e foram lançados no cárcere sem qualquer direito de defesa. Mais do que isto, foi uma prisão violenta e desproporcional. Violenta porque os dois servos de Deus tiveram suas vestes rasgadas e depois foram açoitados com varas em praça pública. Seus corpos ficaram feridos e ensanguentados. Desproporcional, porque os missionários foram guardados com toda a segurança, na prisão interior, um lugar sem ventilação, úmido e escuro, com seus pés pesos no tronco, como se fossem criminosos de alta periculosidade. O ambiente era desfavorável e as circunstâncias conspiravam contra qualquer preparação para o louvor.

Em segundo lugar, o louvor pode acontecer nos momentos mais escuros da vida (At 16.25). Paulo e Silas estavam feridos, humilhados, injustiçados e acorrentados com cadeias num porão imundo, cercado de presos perigosos. O sangue escorria de suas chagas, enquanto seus pés estavam presos e acorrentados no tronco. Era meia-noite e a escuridão, como um manto de crepe, cobria aquele lúgubre lugar. A circunstância era medonha e o momento era de dor. Mas, Paulo e Silas em vez de se renderem à murmuração, abriram os lábios para orar e cantar louvores a Deus. O louvor é um ato de confiança em Deus, apesar da adversidade. O louvor não vem das circunstâncias, mas vem de Deus, que está no controle das circunstâncias. O louvor não vem de dentro, vem de cima. É Deus quem coloca em nossos lábios um hino de louvor, mesmo nas noites escuras.

Em terceiro lugar, o louvor pode desencadear intervenções sobrenaturais de Deus na história (At 16.26-34). O louvor que vem do céu, retorna ao céu e desencadeia as gloriosas intervenções de Deus na história. Um terremoto sacudiu a prisão e abriu trancas, ferrolhos e algemas. Os prisioneiros não fugiram, mas o carcereiro tornou-se prisioneiro da graça. O terremoto trouxe libertação para os missionários e salvação para o carcereiro. A pergunta do carcereiro foi específica: “Que devo fazer para que seja salvo?” e a resposta de Paulo e Silas foi clara: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa”. Diante da exposição da Palavra de Deus para o carcereiro e todos os de sua casa, todos foram alcançados pela graça e creram em Deus e foram salvos. Naquela mesma noite foram batizados. Naquela mesma noite, demonstraram transformação de vida, pois aquele que outrora oprimia e açoitava, agora lava os vergões dos açoites de Paulo e Silas. Aquele que estava acostumado a ser rude com os presos e tratá-los como coisas descartáveis, agora torna-se hospitaleiro e recebe os obreiros de Deus em sua casa. Aquele cujo coração já estava insensível, agora coloca uma mesa diante de Paulo e Silas. Aquele que não conhecia a verdadeira alegria em sua incredulidade, agora manifesta grande alegria pelo fato de ter crido em Deus. O louvor é um poderoso instrumento evangelístico. O louvor é um brado de triunfo. Ele não é apenas consequência da vitória, mas, sobretudo, consequência da vitória.

Fonte: http://hernandesdiaslopes.com.br/

Anúncios

Read Full Post »

Bom dia queridos!! Hoje quero compartilhar com vocês um texto da Palavra do Senhor que fala tremendamente ao meu coração pois Deus fala da sua grandeza, inimaginável para nós: “Eu sou o Senhor, e não há nenhum outro” (v.5) e “Diante de mim todo joelho se dobrará; junto a mim toda língua jurará.” (v.23). Que nós sejamos edificados por essa Palavra!

Isaías 45:

1 Assim diz o Senhor ao seu ungido: a Ciro, cuja mão direita eu seguro com firmeza para subjugar as nações diante dele e arrancar a armadura de seus reis, para abrir portas diante dele, de modo que as portas não estejam trancadas:
2 Eu irei adiante de você e aplainarei montes; derrubarei portas de bronze e romperei trancas de ferro.
3 Darei a você os tesouros das trevas, riquezas armazenadas em locais secretos, para que você saiba que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que o convoca pelo nome.
4 Por amor de meu servo Jacó, de meu escolhido Israel, eu o convoco pelo nome e lhe concedo um título de honra, embora você não me reconheça.
5 Eu sou o Senhor, e não há nenhum outro; além de mim não há Deus. Eu o fortalecerei, ainda que você não tenha me admitido,
6 de forma que do nascente ao poente saibam todos que não há ninguém além de mim. Eu sou o Senhor, e não há nenhum outro.
7 Eu formo a luz e crio as trevas, promovo a paz e causo a desgraça; eu, o Senhor, faço todas essas coisas.
8 Vocês, céus elevados, façam chover justiça; derramem-na as nuvens. Abra-se a terra, brote a salvação, cresça a retidão com ela; eu, o Senhor, a criei.
9 Ai daquele que contende com seu Criador, daquele que não passa de um caco entre os cacos no chão. Acaso o barro pode dizer ao oleiro: “O que você está fazendo?”Será que a obra que você faz pode dizer: “Você não tem mãos?”
10 Ai daquele que diz a seu pai: “O que você gerou?”, ou à sua mãe: “O que você deu à luz?”
11 Assim diz o Senhor, o Santo de Israel, o seu Criador: A respeito de coisas vindouras, você me pergunta sobre meus filhos, ou me dá ordens sobre o trabalho de minhas mãos?
12 Fui eu que fiz a terra e nela criei a humanidade. Minhas próprias mãos estenderam os céus; eu dispus o seu exército de estrelas.
13 Eu levantarei esse homem em minha retidão: farei direitos todos os seus caminhos. Ele reconstruirá minha cidade e libertará os exilados, sem exigir pagamento nem qualquer recompensa, diz o Senhor dos Exércitos.
14 “Assim diz o Senhor: Os produtos do Egito e as mercadorias da Etiópia[94], e aqueles altos sabeus, passarão para o seu lado e lhe pertencerão, ó Jerusalém; eles a seguirão, acorrentados, passarão para o seu lado. Eles se inclinarão diante de você e lhe implorarão, dizendo: “Certamente Deus está com você, e não há outro; não há nenhum outro Deus””.
[94] Hebraico: de Cuxe.
15 Verdadeiramente tu és um Deus que se esconde, ó Deus e Salvador de Israel.
16 Todos os que fazem ídolos serão envergonhados e constrangidos; juntos cairão em constrangimento.
17 Mas Israel será salvo pelo Senhor com uma salvação eterna; vocês jamais serão envergonhado sou constrangidos, por toda a eternidade.
18 Pois assim diz o Senhor, que criou os céus, ele é Deus; que moldou a terra e a fez, ele fundou-a; não a criou para estar vazia, mas a formou para ser habitada; ele diz: Eu sou o Senhor, e não há nenhum outro.
19 Não falei secretamente, de algum lugar numa terra de trevas; eu não disse aos descendentes de Jacó: Procurem-me à toa. Eu, o Senhor, falo a verdade; eu anuncio o que é certo.
20 Ajuntem-se e venham; reúnam-se, vocês, fugitivos das nações. São ignorantes aqueles que levam de um lado para outro imagens de madeira, que oram a deuses que não podem salvar.
21 Declarem o que deve ser, apresentem provas. Que eles juntamente se aconselhem. Quem há muito predisse isto, quem o declarou desde o passado distante? Não fui eu, o Senhor? E não há outro Deus além de mim, um Deus justo e salvador; não há outro além de mim.
22 Voltem-se para mim e sejam salvos, todos vocês, confins da terra; pois eu sou Deus, e não há nenhum outro.
23 Por mim mesmo eu jurei, a minha boca pronunciou com toda a integridade uma palavra que não será revogada: Diante de mim todo joelho se dobrará; junto a mim toda língua jurará.
24 Dirão a meu respeito: “Somente no Senhor estão a justiça e a força”. Todos os que o odeiam virão a ele e serão envergonhados.
25 Mas no Senhor todos os descendentes de Israel serão considerados justos e exultarão.

Read Full Post »

“Como é curta a vida que me deste. Vê, um palmo são os dias que me deste, minha duração é um nada frente a ti; todo homem que se levanta é apenas um sopro” Sl 39.5a,6.

Você já imaginou passar dois anos da sua vida fazendo ligações para pessoas que não vão te atender (não estão ou a ligação cai na caixa postal?). E seis meses deletando lixo eletrônico e mais oito meses esperando o semáforo abrir? Dependendo de cidades como São Paulo ou Rio de Janeiro os oito meses podem se tornar em anos. Esses dados soam absurdos não é? O que me importa isso? São dados inúteis para alguns, mas servem para nos fazer refletir sobre como usamos o tempo que Deus nos deu.
O Salmista disse claramente que a vida é curta, é um palmo sua medida e sua duração não passa de um sopro. Figuras mais fortes que essa para exemplificar nossa existência somente a Bíblia para nos oferecer. O tempo no sinal, no telefone ou na caixa eletrônica de e-mails parecem inevitáveis, mas existe o tempo que posso administrar em meu favor, a minha agenda, minhas prioridades e ações colocadas a favor da causa de Cristo. Vejamos exemplos de como gastamos nosso tempo.

O TEMPO GASTO COM VAMPIROS – Existem aqueles que gastam anos de sua vida dedicando – se a manter o vício dos vampiros (na família ou fora dela). São pessoas que não amadurecem ou não querem amadurecer e se escoram em nós. São `eternos fracos` e `dependentes´. Esses sugam nosso dinheiro, nossos dias e nos jogam seus fardos. Ao assumirmos o sustento desses vampiros destruímos nossa saúde, nossa vida espiritual e deixamos de ensiná-los a crescer, pois somos sempre a solução mais fácil. (Leia Vampiros Emocionais – Albert J. Bernstein; Ed.Campus)

O TEMPO GASTO COM O TRABALHO – Muitos de nós colocamos o trabalho no topo das prioridades e a família, o lazer, as amizades para 2º ou último plano. Em nome de ganhar dinheiro para o bem estar da casa, trazemos mal estar pela nossa ausência, nossa omissão e conquistamos o dinheiro perdendo a autoridade, o amor mútuo e ganhamos um convivência fria e, por vezes, conflitante. Não é de se admirar que filhos que tenham aparentemente tudo apresentem distúrbios e problemas iguais ou pior aos que tem pouco ou quase nada. O investimento na estabilização das emoções de nossos filhos devem superar o investimento na acumulação de bens materiais.

O TEMPO GASTO COM O MUNDO – Nossa agenda secular pode tornar-se um vilão para o seu crescimento espiritual. Dê uma olhada na sua. O Reino de Deus passa a ocupar um tempo curtíssimo (muitas vezes resumido a vir ao culto), e o reino desse mundo toma mais espaço  em nosso coração. Não se trata de abandonar tudo para ser igrejeiro porque nem isso é garantia de vida espiritual saudável. Há os que se escondem nas atividades da igreja para fugirem das tarefas do lar como esposo, esposa e filhos cristãos. Por outro lado há os que amam a igreja desde que ela fique lá, bem distante da minha vida, da minha casa, do meu bolso, dos meus bens. Não declaramos isso, porém na prática estamos amando o mundo mais do que a Deus e a Bíblia diz: “Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo” I Jo 2.15-16.

Um dia vivido é uma centelha irrecuperável da eternidade. Um ano vivido é um presente de valor inestimável. Se soubermos utilizar um dia a nosso favor segundo a direção da Bíblia, preenchendo nosso tempo com o que é bom, puro, de boa fama (Fp 4.8) saberemos administrar o tempo do NÃO, do SIM. O tempo de chorar, de sorrir, de viver e de partir. Tendo a consciência que daremos conta apenas de nós ao Senhor sem muletas, desculpas ou argumentos terrenos.
Dessa forma vivamos a entrada de um novo tempo, de um novo ano com a disposição de ser bons mordomos de cada centelha de vida que o Senhor nos tem dado.

Pr. Artur Moraes da Costa

Fonte: Primeira Igreja Batista de Goiânia

Read Full Post »

Como é bom nos fortificarmos pela leitura da Palavra de Deus!! Os Salmos em especial nos inspiram a adorar e louvar ao nosso Deus pelo que é e por tudo que tem feito em nossas vidas! Para hoje somos convidados a meditar na leitura do Salmo 113 que nos lembra de que mesmo Deus sendo Deus, sendo Grande e Criador dos céus e da Terra, Ele ainda é um Deus pessoal que se importa com a vida de cada um de nós.

Salmos 113

Aleluia! Louvem, ó servos do Senhor, louvem o nome do Senhor!

Seja bendito o nome do Senhor, desde agora e para sempre!

Do nascente ao poente, seja louvado o nome do Senhor!

O Senhor está exaltado acima de todas as nações; e acima dos céus está a sua glória.

Quem é como o Senhor, o nosso Deus, que reina em seu trono nas alturas,

mas se inclina para contemplar o que acontece nos céus e na terra?

Ele levanta do pó o necessitado e ergue do lixo o pobre,

para fazê-los sentar-se com príncipes, com os príncipes do seu povo.

Dá um lar à estéril, e dela faz uma feliz mãe de filhos. Aleluia!

—————————————————————————————————————————-

O cantor Daniel Ludtke gravou um álbum muito bonito de músicas inspiradas nos Salmos. Sejamos abençoados com o Salmo 113 :

Read Full Post »

Quão amáveis são os teus tabernáculos, SENHOR dos Exércitos!

A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do SENHOR; o meu coração e a minha carne exultam pelo Deus vivo!

O pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si, onde acolha os seus filhotes; eu, os teus altares, SENHOR dos Exércitos, Rei meu e Deus meu!

Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvam-te perpetuamente.

Bem-aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração se encontram os caminhos aplanados,

o qual, passando pelo vale árido, faz dele um manancial; de bênçãos o cobre a primeira chuva.

Vão indo de força em força; cada um deles aparece diante de Deus em Sião.

SENHOR, Deus dos Exércitos, escuta-me a oração; presta ouvidos, ó Deus de Jacó!

Olha, ó Deus, escudo nosso, e contempla o rosto do teu ungido.

Pois um dia nos teus átrios vale mais que mil; prefiro estar à porta da casa do meu Deus, a permanecer nas tendas da perversidade.

Porque o SENHOR Deus é sol e escudo; o SENHOR dá graça e glória; nenhum bem sonega aos que andam retamente.

Ó SENHOR dos Exércitos, feliz o homem que em ti confia.

Read Full Post »

Siga-me

Achei criativa e emocionante a forma como descreveram parte do evangelho contado pelas redes sociais.

Não basta ‘curtir’ Jesus, temos que ‘segui-lo’ dia após dia.

Que essa mensagem fique em nossos corações!

Read Full Post »

Noite passada eu estava fazendo leitura do guia devocional diário que traz ao final a seguinte oração:

Divino Criador, quando nos sentirmos pequenos e insignificantes, ajuda-nos a lembrar que Tu nos fizestes e nos amas o bastante a ponto de enviares Teu único filho para a nossa redenção. No nome Dele oramos. Amém.

Ao meditar nessa oração eu comecei a refletir sobre como nossa falta de conhecimento sobre nós mesmos e nossas potencialidades pode influenciar em nosso estilo de vida, em nossas definições de projetos e propósitos e no cumprimento da vontade de Deus para nossas vidas.

Ao pensar sobre esse tema me vem primeiramente ao coração a certeza de que Deus nos fez com potencial para grandes coisas. Nós cristãos acreditamos que não somos obra do acaso, fomos criados na medida certa por Deus, e Ele define propósitos para cada um desde a eternidade. Quando convertemos nosso coração a Jesus Cristo e nos dispomos a segui-lo o nosso caráter é moldado por Deus. Dessa forma, as nossas falhas são lapidadas e nós crescemos espiritualmente, mas eu torno a dizer, esse processo ocorre quando nos dispomos, ou seja, entregamos nossa vida para fazer os propósitos que Deus tem para nós e não os nossos próprios. Isso quer dizer que todos temos potencial para sermos e fazermos coisas que talvez nunca realizemos por não vivermos no centro da vontade de Deus para nós. É muito comum que nos envolvamos em tantos projetos tanto na igreja, quanto na família e na vida profissional e frequentemente deixamos de colocar esses planos diante de Deus em aprovação. Acredito que temos medo de que Deus não aprove algo que Nós temos certeza de que é o melhor para as nossas vidas. Acabamos renegando a vontade de Deus para nossas vidas sem mesmo perceber. Falamos por aí “Se Deus quiser”, mas não paramos para ouvir a resposta de Deus. Será que Ele quer? Eu cheguei a perguntar?

Certa vez eu estava na casa de uns amigos, e compartilhei com eles a minha incerteza em que cidade iria morar assim que terminasse minha pós-graduação, se iria ou não voltar para minha cidade. Então um deles me falou mais ou menos assim: “Ore a Deus pedindo para que te direcione a cidade onde Ele quer te usar.” De fato eu vinha orando e pedindo a direção de Deus quanto aquele assunto, mas não me lembro de ter feito essa oração antes, de que Deus me enviasse aonde eu seria mais útil para fazer a vontade dEle. E foi a partir daí que percebi o quanto eu vinha me afastando dos propósitos de Deus naquele momento da minha vida. Os meus sonhos e planos eram totalmente egoístas e materialistas. Claro que não é errado sonhar com coisas do tipo comprar um carro, alugar uma casa melhor ou mesmo comprar uma, renovar os móveis, até mesmo casar. O que acontece é que em muitos momentos das nossas vidas nós trocamos as prioridades, nos afastamos do que Deus quer pra nós, e com isso nos distanciamos de vir a ser a pessoa que Ele quer que sejamos. Todas as coisas necessárias para vivermos com conforto e dignidade nos serão acrescentadas naturalmente quando  buscarmos o reino de Deus acima de todas as coisas! (Mateus 6:33).

Outra situação que também pode dificultar que nos “encontremos” enquanto cristãos, ou seja, que nos deixa perdidos quanto a nossa função e a nossa importância para a missão que Cristo confia aos homens, é a de não nos aceitarmos como somos. Muitas pessoas se encontram nessa condição de infelicidade quanto a sua aparência, comportamento, condição financeira, entre outros. Isso pode ser um grande entrave para fazermos a vontade de Deus, pois se não reconhecemos em nós criaturas feitas por Deus à sua imagem e semelhança e com características ideais para fazer a vontade Dele na Terra, estaremos sempre errando o centro da Sua vontade.

A humanidade é tão diversa em tantas características: físicas, culturais, comportamentais… Isso é maravilhoso demais! Existem pessoas diferentes em incontáveis formas, e isso é plano de Deus! Claro que isso não é motivo para que nos acomodemos em nossas dificuldades, medos e fraquezas. Quando algo em nós nos incomoda, e é visto como um limitador, que nos atrapalha, é importante que coloquemos isso sinceramente diante de Deus pedindo para que Ele trabalhe essa questão em nossas vidas. A partir daí vamos começar a enfrentar situações desafiadoras para vencer os obstáculos que podem ter sido gerados por vários fatores: traumas, criação equivocada, temperamento mal trabalhado, autoestima mal desenvolvida, entre outros.

No entanto, precisamos entender que apesar de sermos falhos, nós temos muitas qualidades sim! Deus nos deu dons e talentos que são muito preciosos aos Seus olhos! Lembre-se que no corpo de Cristo o seu dom é essencial para que seja feita a obra de Deus. Seja você o olho, ou o dedo mindinho, de toda forma você tem muita importância ao corpo, e a sua ausência é sentida pelos outros membros. Sendo assim, ao deixar de se menosprezar você começará a ver em si mesmo uma pessoa idealizada por Deus para cumprir seu propósito na Terra. Pessoa que possui características únicas e essenciais para o corpo de Cristo! Pessoa que será muito mais feliz quando tirar o foco de si mesma e de seus defeitos e colocar o foco em Deus e no que Ele pode fazer por sua vida e por meio dela pra cumprir a Sua vontade.

Se Deus chamou atenção ao seu coração para a necessidade de se aproximar mais dEle, de enxergar a si mesmo como alguém importante na obra de Deus, e você sentir necessidade de conversar sobre isso, você pode nos procurar deixando um comentário aqui ou enviando um email para blogvidaemcristo@gmail.com

Que Deus nos abençoe!

E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Romanos 12:2)

Read Full Post »

Older Posts »